Terça-feira 29 Setembro 2020 - 8:59:33 am

O lançamento da Unidade 1 da Central Nuclear de Barakah foi realizado com enorme sucesso

  • مؤسسة الإمارات للطاقة النووية تعلن بداية التشغيل الآمن لأولى محطات براكة للطاقة النووية السلمية
  • مؤسسة الإمارات للطاقة النووية تعلن بداية التشغيل الآمن لأولى محطات براكة للطاقة النووية السلمية
  • مؤسسة الإمارات للطاقة النووية تعلن بداية التشغيل الآمن لأولى محطات براكة للطاقة النووية السلمية
  • مؤسسة الإمارات للطاقة النووية تعلن بداية التشغيل الآمن لأولى محطات براكة للطاقة النووية السلمية
Vídeo Imagem

- O arranque é um passo importante no processo para a próxima geração de electricidade sem emissões - Processo realizado de acordo com os requisitos regulamentares e as normas internacionais mais elevadas de qualidade e segurança nuclear.

ABU DHABI, 1 de Agosto de 2020 (WAM) - A Agência Nacional de Energia Nuclear dos Emirados Árabes Unidos (ENEC) anunciou hoje que a sua subsidiária de operação e manutenção, A Companhia de Energia Nawah (Nawah) iniciou com sucesso a Unidade 1 da Central Nuclear de Barakah, localizada na Região de Al Dhafrah de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos (EAU).

Trata-se do marco mais histórico registado até à data na implementação do Programa de Energia Nuclear Pacífica dos EAU, como parte do processo de geração de electricidade limpa para a Nação durante, pelo menos, os próximos 60 anos.

Desde a recepção da Licença de Funcionamento da Autoridade Federal de Regulamentação Nuclear (FANR) em Fevereiro de 2020, e a conclusão do carregamento da montagem do combustível em Março de 2020, Nawah, a Joint Venture de operações nucleares e manutenção subsidiária da ENEC e da Corporação de Energia Eléctrica da Coreia (KEPCO), avançou em segurança através de um programa de testes abrangente, antes de concluir com sucesso o arranque do primeiro reactor de energia nuclear da central de Barakah.

O arranque da Unidade 1 marca a primeira vez que o reactor produz energia produzida em segurança, que é utilizada para criar vapor, transformando uma turbina para gerar electricidade. A equipa qualificada e licenciada de operadores nucleares da Nawah concentra-se no controlo seguro do processo e no controlo da produção de energia do reactor. Após várias semanas e a realização de numerosos testes de segurança, a Unidade 1 estará pronta para se ligar à rede eléctrica dos EAU, entregando os primeiros megawatts de electricidade limpa para as casas e empresas da Nação.

A realização de ensaios foi efectuada com a supervisão contínua do regulador nuclear independente dos EAU, FANR, e segue-se à conclusão pela Associação Mundial de Operadores Nucleares (WANO) de uma Revisão de Pré-Arranque (PSUR) em Janeiro de 2020, antes da recepção da Licença de Funcionamento, que assegura que a Unidade 1 se encontra alinhada com as melhores práticas internacionais na indústria da energia nuclear.

Mohamed Ibrahim Al Hammadi, Director Executivo da ENEC, afirmou: "Hoje é um momento verdadeiramente histórico para os Emirados Árabes Unidos. É fruto de mais de uma década de visão, planeamento estratégico e gestão robusta do programa. Apesar dos recentes desafios globais, a nossa equipa tem demonstrado uma extraordinária resiliência e empenho na entrega segura da Unidade 1. Estamos agora mais um passo para alcançar o nosso objectivo de fornecer até um quarto das necessidades de electricidade da nossa Nação e alimentar o seu crescimento futuro com electricidade segura, fiável, e sem emissões.

"Através da realização da visão da nossa Liderança, a Central de Energia Nuclear de Barakah tornou-se um motor de crescimento para a Nação. Fornecerá 25% da electricidade dos EAU com zero emissões de carbono, ao mesmo tempo que apoiará a diversificação económica, criando milhares de empregos de elevado valor através do estabelecimento de uma indústria e cadeia de fornecimento de energia nuclear local sustentável. Estamos gratos à Liderança pelo seu apoio contínuo para que este feito notável se concretize, juntamente com o apoio das nossas partes interessadas dos EAU e parceiros coreanos, e felicitamos todos os envolvidos no Programa por esta ocasião memorável".

Uma vez a unidade ligada à rede, os operadores nucleares continuarão com um processo de aumento gradual dos níveis de potência, conhecido como Teste de Ascensão de Potência (PAT). Durante todo o processo, os sistemas da Unidade 1 são continuamente monitorizados e testados à medida que a unidade avança para a produção total de electricidade, em conformidade com todos os requisitos regulamentares e os mais elevados padrões internacionais de segurança, qualidade e protecção. Uma vez concluído o processo ao longo de vários meses, a central fornecerá electricidade de base abundante a plena capacidade para alimentar o crescimento e prosperidade dos EAU durante as próximas décadas.

Comentando este marco fundamental nas operações de energia nuclear dos EAU, o Eng. Ali Al Hammadi, Chefe do Executivo da Nawah, afirmou: "O arranque da Unidade 1 é um marco significativo para a Companhia de Energia Nawah, uma vez que cumprimos o nosso mandato de operar e manter a central de acordo com os mais elevados padrões internacionais de segurança e qualidade. A dedicação do nosso pessoal, bem como a nossa estreita colaboração com os nossos parceiros coreanos e a cooperação com numerosas organizações internacionais especializadas, permitiram esta realização. Isto reflecte o nosso empenho em manter os mais elevados padrões de segurança, qualidade e transparência operacional durante todo o processo de comissionamento e arranque, aproveitando os conhecimentos especializados da indústria nuclear global.

"Estou especialmente orgulhoso dos nossos talentosos engenheiros nacionais e profissionais nucleares dos EAU que contribuíram para a construção da Unidade 1, bem como dos Operadores Nacionais Seniores de Reactores dos EAU e dos Operadores de Reactores que foram certificados para operar a central em segurança, juntamente com os nossos peritos internacionais, para assegurar as operações seguras e sustentáveis da unidade durante as próximas décadas", concluiu o Eng. Ali Al Hammadi.

Os EAU são o primeiro país do mundo árabe, e a 33ª nação a nível mundial, a desenvolver uma central de energia nuclear para gerar electricidade de base segura, limpa e fiável.

A central de Barakah tem contribuído significativamente para os esforços dos EAU no sentido da electrificação do seu sector energético, e para a descarbonização da produção de electricidade.

Quando estiver totalmente operacional, a central produzirá 5,6 gigawatts de electricidade, evitando simultaneamente a libertação de mais de 21 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano, o equivalente à remoção anual de 3,2 milhões de carros das estradas da Nação.

Desde o início do Programa de Energia Nuclear Pacificadora dos EAU em 2009, a ENEC tem trabalhado em estreita colaboração com organismos nucleares internacionais, incluindo a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), e a WANO, em conformidade com o robusto quadro regulamentar da FANR. Até à data, foram realizadas mais de 255 inspecções pela FANR para assegurar que a central de Barakah e o seu pessoal e processos cumprem os mais elevados padrões de qualidade e segurança nuclear. Estas revisões nacionais têm sido apoiadas por mais de 40 avaliações e revisões pelos pares da AIEA e da WANO.

A ENEC anunciou recentemente a conclusão da construção da Unidade 2, com os preparativos operacionais agora em curso pela Nawah. A construção das Unidades 3 e 4 da Central de Energia Nuclear de Barakah está na fase final, com a conclusão global da construção das quatro unidades a situar-se agora nos 94%.

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

http://www.wam.ae/en/details/1395302859575

WAM/Portuguese