Quarta-feira 19 janeiro 2022 - 1:59:04 am

Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, realizarão exercício para reforçar os controlos fronteiriços contra as finanças ilícitas


ABU DHABI, 31 de Outubro, 2021 (WAM) -- A Autoridade Federal para a Identidade, Cidadania, Alfândegas e Segurança Portuária dos EAU associou-se recentemente ao Centro Nacional de Crime Económico do Reino Unido (NECC) para realizar um exercício destinado a combater o contrabando de volumes significativos de dinheiro e ouro provenientes de aeroportos do Reino Unido.

Um dos principais objectivos da iniciativa era compreender como o crime organizado tenta mover bens ilícitos, tais como os fluxos de dinheiro e ouro.

Ao longo de sete dias, os voos do Dubai e Abu Dhabi a partir do Reino Unido foram sujeitos a uma maior segurança para verificar se grupos criminosos estavam a tentar contrabandear volumes significativos de dinheiro e ouro do Reino Unido.

Um objectivo importante foi o de preencher lacunas de informação e construir uma melhor compreensão do nível de risco, que será utilizado para informar propostas políticas futuras.

Huda Humaid Belhoul, Director do Departamento de Desenvolvimento Aduaneiro da Autoridade, afirmou: "O combate ao contrabando de ouro e dinheiro por parte dos viajantes está na vanguarda dos principais objectivos estratégicos da Autoridade Federal para a Identidade, Cidadania, Alfândegas e Segurança Portuária e o sector aduaneiro nos EAU como parte dos seus esforços e planos para combater a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo utilizando o comércio ilegal. Trabalhar com os nossos parceiros internacionais ajuda-nos a identificar áreas de risco partilhadas, tais como o abuso criminoso de voos regulares para contrabandear dinheiro, ouro e artigos de alto valor, tais como relógios e joalharia. Na FCA continuamos concentrados em continuar a evoluir e a melhorar a nossa abordagem para mitigar a natureza sempre em mudança do crime financeiro, o que significa um compromisso colectivo de partilhar informação e aprofundar as nossas capacidades transfronteiriças".

Matthew Long, Director do Centro Nacional do Crime Económico da NCA, acrescentou: "Esta operação ajudou a combater a questão do contrabando de dinheiro e ouro ilegal para fora do Reino Unido, e estamos gratos à Autoridade Federal dos EAU pelo seu envolvimento. Continuaremos a dar prioridade à partilha mútua de conhecimentos e informações relacionadas com o branqueamento de capitais com os nossos parceiros EAU e permaneceremos resolutos na nossa luta contra as finanças ilícitas e o branqueamento de capitais".

Simon York, Director e Chefe de Investigação do Serviço de Investigação de Fraude, HM Revenue and Customs, afirmou: "Temos uma longa história de trabalho conjunto com a Autoridade Federal dos EAU para a Identidade, Cidadania, Alfândegas e Segurança Portuária sobre ameaças partilhadas, e a nossa parceria é vital para o nosso papel colectivo no combate ao crime organizado e no encerramento do processo de lavagem de dinheiro. Como parceiro operacional e estratégico fundamental, o apoio e a perícia da Autoridade é crucial para o desenvolvimento de uma parceria mais ampla entre o Reino Unido e os EAU para combater o financiamento ilícito".

Trad. por Nadia Allim.

wam.ae/en/details/1395302987147

WAM/Portuguese